ÁCIDO ALFA-LIPÓICO E SUAS PROPRIEDADES ANTIOXIDANTES

ALA JPG

 

Ácido Alfa-lipóico (também conhecido como ALA) é uma versão sintética do ácido lipóico que é um composto cuja produção ocorre naturalmente dentro do organismo e também é sintetizado por plantas e animais. Este antioxidante, ácido alfa-lipóico, é vital para a produção de energia celular, e ajuda a neutralizar os danos causados pelos radicais livres.

Dada a crescente epidemia de diabetes e suas complicações devastadoras, algumas estratégias naturais para que se mantenha uma quantia de açúcar no sangue saudável (glicose) e proteja contra o estresse oxidativo, vem oferecendo esperanças para muitas pessoas dentre elas está o ‘Ácido Alfa-Lipóico’.

A síndrome metabólica é um conjunto de fatores de risco, tais como, a resistência à insulina, elevada pressão arterial, triglicérides elevado e baixa lipoproteína de alta densidade (HDL). Pela indicação destes sinais pode-se saber se há um aumento de risco de diabetes e de doenças cardiovasculares.

Amplamente conhecido como um antioxidante potente e eficaz, o ácido lipóico demonstra uma lista de propriedades únicas.
O ácido alfa-lipóico é uma medicação regulamentada em vários países europeus (onde foi aprovado para o tratamento de complicações associadas à diabetes, coração, alcoolismo e uma variedade de condições do Fígado). O Ácido alfa-lipóico é um componente de considerável importância na manutenção de uma dieta saudável na vida de todo individuo bem informado.
Em recentes pesquisas, o ácido lipóico mostrou benefícios impressionantes no contexto de tratamentos de glaucoma, enxaquecas, acidente vascular cerebral, assim como na saúde dos ossos.
ALA ocorre naturalmente nos alimentos em que o aminoácido lisina está estruturalmente ligado às proteínas.
Uma outra propriedade deste antioxidante é a sua capacidade de reabilitar outros antioxidantes como as vitaminas C e E.

O ácido lipóico (também chamado tiótico) é responsável por estimular a biossíntese de uma enzima do nosso organismo que exerce também uma marcada ação neutralizadora dos radicais livres, a glutationa peroxidáse. Esta enzima neutraliza um dos radicais livres mais agressivos para a pele, o radical peróxido, transformando-o em água.

A maioria dos outros antioxidantes como vitamina C e vitamina E tendem a ser expelidos para fora e assim dissipam-se, mas ALA pode reabilitar esses guerreiros de combate aos radicais livres e levá-los a trabalhar novamente. O ácido lipóico faz parte do processo metabólico que converte a glicose em energia necessária para o corpo. Por conseguinte, o ácido lipóico é essencial para metabolizar os carbohidratos. Uma vez que o ácido lipóico funciona tanto em água como em gordura, ele é um poderoso antioxidante que ajuda a neutralizar os radicais livres mais nocivos ao organismo. Outros antioxidantes tais como a vitamina C, funciona apenas em água e a vitamina E, só funciona em forma de gordura. Uma de suas utilizações mais importantes nos dias de hoje, vem sendo aplicada graças à sua capacidade de remoção de mercúrio, cádmio, ouro e outros metais pesados do organismo.

De acôrdo com o Dr. Geoffrey P. Webb (Ph.D), autor do livro “suplementos dietéticos e alimentos funcionais”, foi observado que ALA, ao ser usado por si só em combinação com a vitamina E, pode servir como um tratamento eficaz para a redução de contaminação por radiação, com base em estudos feitos na sequência do desastre da usina de Chernobyl.

Onde é encontrado?

Além de ser naturalmente produzido, ele pode ser encontrado em legumes, como brócolis e espinafre. ALA também está presente em leveduras, particularmente levedura de cerveja. Menores quantidades de ALA ocorrem naturalmente na couve de bruxelas, ervilhas e tomates. Também está presente na carne de órgãos de animais.

O ácido alfa-lipóico consiste em duas porções iguais de moléculas, conhecidas pelos bioquímicos como isômeros R e S. A maioria das funções e benefícios do ácido alfa-lipóico parece derivar da fórmula biológicamente ativa do isômero R.

A maneira mais eficiente para dar ao seu corpo uma quantidade de ALA adicional  é  através de um suplemento alimentar que contenha ALA livre (quando feito pelo organismo, ele está na forma livre) e não ligado às proteínas.
De acôrdo com o Dr. Geoffrey P. Webb, as reduzidas enzimas digestivas humanas, são praticamente incapazes de quebrar a ligação entre ALA e lisina. Isto por causa da sobrecarga de alimentos processados que minguam as enzimas ou também pela idade avançada.
Apesar do corpo humano saudável normal produzir naturalmente quantidades adequadas de ALA, você pode agregar ALA suplementar quando estiver lutando contra alguma doença ou com os efeitos degenerativos da idade avançada. Mais uma vez reforçando, a maneira mais eficiente para dar ao seu corpo ALA adicional é através de um suplemento alimentar que contenha ALA livre e não ligado às proteínas como já foi mencionado.
Alguns pesquisadores têm estudado os benefícios potenciais do ácido alfa-lipóico para dores de nervos, como a dor ciática. O ácido alfa lipóico tem também potenciais benefícos no contrôle do apetite e na perda de peso.

Uma combinação de ácido alfa-lipóico com acetil-L-carnitina pode levar a uma maior energia física e elevação da acuidade mental, conforme o Dr. Geoffrey.

A maior parte do ácido alfa-lipóico no mercado vem da Europa (Alemanha e Itália) ou da China. O produto europeu tende a ser de qualidade superior.

Em seu livro, o Dr. Geoffrey recomenda como um antioxidante, tomar 50 mg de ácido alfa-lipóico diariamente. Para pré-diabetes, 100 mg em cada refeição. Para problemas de diabetes tipo 2 e dores nos nervos, tomar 200 mg em cada refeição. Você pode reduzir as dosagens se por acaso conseguir obter o ácido R-lipóico puro, mas é mais caro do que o ácido alfa-lipóico comum  e mais difícil de conseguir.

Ele também relata em seu livro uma de suas pacientes com hepatire C, que ele tratou com o antioxidante ácido lipóico + silymarin (extrato de semente) + selênio. Ele também treinou a paciente sobre como melhorar seus hábitos alimentares, dando ênfase para alimentos frescos e crús. Duas semanas mais tarde, ela já estava quase totalmente recuperada e isto para ela foi como uma recuperação milagrosa. Sua energia já estava de volta e ela se sentia muito bem.

Quais são os sinais de uma deficiência de ácido alfa-lipóico?

Porque o ácido lipóico funciona sinérgicamente com muitos outros nutrientes, sintomas de deficiência apenas por esta substância são difíceis de se caracterizar ou diagnosticar. Uma deficiência verdadeira pode imitar os sintomas gerais de atividade antioxidante inadequada , incluindo uma função imune enfraquecida, diminuição de massa muscular e problemas de memória.
O ácido alfa -lipóico é muito seguro em doses comumente recomendadas. Os relatórios de referência chamados “Physicians Desk”, (um manual de referências de informações de fabricantes farmacêuticos sobre dosagens de remédios), não apresenta contra-indicações conhecidas e não há relatos de sobredosagem. No entanto, algumas evidências sugerem que doses elevadas de ácido alfa-lipóico podem contribuir para a deficiência de tiamina, segundo o Dr. Geoffrey P. Webb.
Menores efeitos colaterais podem incluir reações alérgicas, tais como urticária, dor de cabeça, caimbras musculares e alguma erupção cutânea.

 

 

 

 

 

 

 

Traduzido por Rama Shakti do livro “Dietary Supplements and Functional Foods, 2nd Edition” do Dr. Geoffrey P. Webb PHD o qual é um dos principais especialistas no Reino Unido em Nutrição. Ele ocupa o posto de professor titular da Universidade East London desde 1975 e participa como membro integrante do conselho do Jornal Nutricional da Universidade do Norte da Flórida.

 

 

 

 

 

 

Esta matéria não pretende diagnosticar, tratar ou curar nehuma doença. Seu propósito é unicamente de informação, educação e aprimoramento cultural. Caso você deseje administrar o produto busque o parecer de seu médico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s