SINTOMAS H.PYLORI

Preocupado com os sintomas H. Pylori?

Veja como reconhecer tais sintomas e como lidar com eles de forma segura e eficaz.

Os sintomas H.pylori que listamos aqui foram compilados por um painel de profissionais de saúde especializados em infecções por H. pylori e os problemas de saúde digestivas decorrentes  ao longo dos últimos 15 anos.

Eles certamente vão ajudá-lo a determinar se você está infectado com H. pylori ou não.

3 em cada 4 pessoas estão infectadas, e a maioria deles nem sequer sabem disto.

________________________________________

Os sintomas da H. pylori variam de pessoa para pessoa

 H. Pylori pode causar muitos sintomas diferentes, e esses sintomas variam de pessoa para pessoa.

No entanto, existem alguns sintomas comuns que tendem a afetar a maioria.

Também é comum a experiência de vários sintomas ao mesmo tempo. Muitas pessoas sentem que o H. Pylori ainda poderia ser a causa de seus sintomas após terem sido tratados mas, na verdade, há uma série de outros distúrbios gastrointestinais que apresentam os mesmos sintomas.

Aqui estão os 10 sintomas mais comuns H. Pylori

Fique alerta se você estiver apresentando qualquer um dos seguintes sinais:

  1. Azia ou refluxo ácido.

Se estes sintomas ocorrem em uma base regular, ou mesmo frequente, você pode muito bem estar infectado com H. pylori.

  1. Diarréia, constipação, flatulência, inchaço.

        Porque H. pylori interfere com o ácido no estômago, você não pode digerir os

        alimentos corretamente.

  1. Fadiga e baixos níveis de energia.

         H pylori cria um estresse contínuo em seu corpo, fazendo você se sentir cansado.       Adicionado à possibilidade de que você não está digerindo seu alimento corretamente, seu corpo não está recebendo a alimentação correta para manter os seus níveis de energia adequados.

  1. Náuseas e vómitos.

         Muitas pessoas sentem náuseas quando com infecções por H. pylori. Às vezes isso pode até confundir as mulheres com gravidez. Em alguns casos, vómitos também ocorrem.

      5. Diminuição não planejada de peso e perda de massa muscular.

Porque H. Pylori afeta os níveis de ácido estomacal, o qual afeta especialmente o processo digestivo de gorduras e proteínas, você pode perceber que está perdendo peso. O problema é que esta perda de peso é devido à perda de massa muscular, o que é uma forma perigosa de se perder peso.

    6. Dificuldade em perder peso

Este é um sintoma surpreendente oposto ao anterior. A razão para isto é que um      hormônio chamado cortisol é produzido quando o corpo está estressado. O cortisol é conhecido por causar qualquer perda ou ganho de peso, dependendo da pessoa. O cortisol pode promover o ganho de peso em torno da área do estômago, e, ao mesmo tempo, também pode causar a perda de músculo.

   7. Os sintomas hormonais, incluindo alterações de humor e TPM.

Estes são geralmente causados por um excesso de produção de cortisol devido às tensões do corpo que também podem estar  lutando com infecções ou ainda com deficiência de aminoácidos e vitaminas.

  8. Depressão e Ansiedade.       Uma importante substância química relativa ao humor, a serotonina, é em grande parte feita em um sistema digestivo saudável. Qualquer dano por infecção de H. Pylori em seu estômago, irá levar a uma escassez dessa importante substância química que podem levar ao mal humor e à ansiedade.

  9. Gengivite, mau hálito e outras infecções orais.

Embora a bactéria H. Pylori viva principalmente no estômago e no intestino delgado, ela também pode ser encontrada na boca, e até mesmo em cavidades dentárias.

 10. Nariz entupido, seios paranasais doloridos, resfriados e infecções.

    A maioria das pessoas não sabem que os seios paranasais são unidos ao sistema digestivo, e que qualquer irritação no sistema digestivo pode causar problemas de sinusite e congestão nasal.

Os sintomas menos comuns ….

Estes podem incluir dores de cabeça tensionais, pensamento nublado, infecções fúngicas, calafrios pelo corpo, cólicas, dores nas articulações, nódulos linfáticos doloridos e dores no corpo em geral. Os sintomas H. Pylori, tais como mencionados acima podem parecer bastante amplos e confusos e algumas pessoas podem estar completamente sobrecarregadas pelo número de sintomas que estão experimentando ao mesmo tempo.

Esperamos que esta lista de sintomas tenha ajudado você a descobrir se corre algum risco de estar infectado com H. Pylori. Se você ainda não está completamente certo, então por favor certifique-se de uma visita a um profissional de saúde.

IMPORTANTE! Insista em um exame de sangue se você nunca foi tratado de H. Pylori antes, ou faça um teste de H. Pylori Stool Antigen (HPSA) se você já foi tratado.

Antes de iniciar qualquer tratamento …

Antes de iniciar qualquer programa de tratamento, é crucial para a sua saúde, à longo prazo, que você aprenda mais sobre H. Pylori, bem como estar ao par dos problemas relacionados com os tratamentos disponíveis que podem ser prescritos. Você deve sempre se lembrar que você não tem que ser exposto à quaisquer efeitos colaterais negativos ou quaisquer outras complicações, porém ainda não há uma forma completamente natural para você lidar com H. Pylori. Tudo começa por obter o conhecimento certo sobre H. Pylori e como ele é tão frequentemente mal resolvido – aqui estão alguns fatos importantes para você levar em consideração:

10 fatos importantes sobre H. Pylorique que você precisa saber

  • A maioria dos médicos simplesmente têm muito poucas opções quando se trata de tratamento para infecções por H. Pylori. (A prescrição será quase sempre uma terapia tripla, ou terapia quádrupla.)
  • H. pylori está se tornando crescente e frequentemente resistente aos tratamentos disponíveis mais comuns.
  • Os pacientes que realizaram 4 ou mais cursos de terapia tripla ou quádrupla – acham que eles ainda estão infectados com H. Pylori.
  •  A melhor maneira de tratar eficazmente úlceras causadas por infecção por H. Pylori é tratar a causa. Alguns médicos ainda mantêm a ultrapassada mentalidade: ‘Não Ácido, Não Úlcera”, e insistem em tratar os sintomas sem investigar as causas.
  • 65% dos pacientes infectados com H. Pylori também estão infectados com Candida Albicans, e eles nem sequer sabem disso!
  • A maioria dos médicos gastam mais tempo tratando os efeitos colaterais com terapias de drogas, do que praticamente cuidando da infecção original da doença H. Pylori.
  • O diagnóstico correto de uma infecção por H. Pylori é crítico, mas os pacientes estão, literalmente,  jogando seu dinheiro fora quando usam os métodos convencionais utilizados para re-testarem suas infecções com a bactéria H. Pylori.·
  • Os últimos medicamentos que vêm sendo produzidos para o tratamento de H. Pylori estão agora mais poderosos na tentativa de seremm mais eficazes – mas os efeitos colaterais negativos são também muito piores.
  • A cada ano, cerca de 6.000 pessoas morrem de complicações relacionadas à  H. Pylori apenas nos Estados Unidos sem falar em outros países.

Há muito mais que todos precisam saber sobre H. Pylori !!Seus estudos e novas descobertas estão sempre evoluindo.                                                                                                                                                                           Há definitivamente algo que se possas fazer para evoluir o quadro para melhor, mas você precisa ter muito cuidado quando procurar um tratamento ou remédio que vai aplicar em você. Como você pode até já ter experimentado, os tratamentos mais comuns não são eficazes. Até agora você já deve ter descoberto por que a maioria dos médicos não estão dizendo à você os fatos reais sobre infecções por Helicobacter Pylori ou sobre os tratamentos que eles estão limitados a prescreverem. Esperamos que os relatos desta matéria possam ajudá-lo a evitar as armadilhas de escolher qualquer tipo de tratamento e piorar seu quadro ao invés de melhorar.

h pylori

     H. Pylori não é invencível …

Existe uma solução segura e eficaz para infecções por Helicobacter Pylori?

 Alguns estudos têm suportado alguns bons resultados através de uso destes seguintes recursos:

Mel de Manuka  : Uma solução a 5% de “Manuka Honey” (Mel de Manuka) da Nova Zelândia funcionou bem ‘in vitro’ para matar a bactéria H. Pilory.

Vários estudos suportam estes resultados, porém ainda não se registrou paciente livre 100% das bactéria usando APENAS  esta terapia, mas houve queda do número de bactérias em uso contínuo e prolongado.

Probióticos (cultura de bactérias amigáveis): Consistem em Lactobacillus acidophilus e Bifidus – embora não seja um remédio para curar em si mas sim um complemento importante para qualquer terapêutica para a infecção por H. Pylori para ajudar a inibir a bactéria bem como neutralizar quaisquer dores de cabeça, náuseas de manhã cêdo, ou dispepsia geral associada com o estômago. Alguns pacientes só toleram o Lactobacillus acidophilus, sem a bifidus, enquanto outros podem não tolerar nenhum dos dois.

Bismuto : Um remédio adjuvante opcional no tratamento de H. pylori é o bismuto. Níveis de bismuto e lítio em testes apresentam-se rotineiramente abaixo do nível normal quando o estômago demonstra níveis baixos de ácido clorídrico. Respectivamente para o envolvimento superior do estômago ( bismuto ) , e inferior do estômago / envolvimento duodenal (lítio). O magnésio presente em alguns produtos contendo bismuto geralmente piora os níveis baixos de ácido clorídrico à longo prazo, enquanto que o  alumínio que possa também estar presente nestes mesmos produtos pode causar constipação . Portanto tenha muita atenção com sua medicação.

Hidroclórico de Betaína (Betaína HCL) é um composto vitamínico orgânico encontrado em muitos alimentos diferentes, tais como beterraba, grãos e espinafre. Está atualmente sendo recomendado por muitos naturopatas e médicos gastro como uma fonte suplementar de ácido clorídrico no estômago.

Estudos mostraram que este composto pode profundamente beneficiar os indivíduos que sofrem de distúrbios digestivos, tais como hipocloridria, uma deficiência de produção de ácido no estômago e sendo assim favorecem em mais de 70% a melhora de quem foi infectado com H. Pylori pois a Betaína HCL  é fonte suplementar natural de ácido clorídrico .

Os sintomas de ácido clorídrico baixo incluem inchaço, indigestão, gases intestinais, acne, coceira ao redor do reto e parasitas intestinais crônicos. E a suplementação com Betaína HCl pode combater o baixo ácido clorídrico produzido pelo corpo.

Normalmente, os estômagos saudáveis podem produzir ácido gástrico suficiente para matar organismos nocivos. Mas quando as pessoas experimentam deficiências na produção de ácido clorídrico do estômago, elas ficam mais propensas à terem infecções bacterianas e intestinais, assim como a presença aumentada de muitos outros patogênicos prejudiciais.

Betaína HCL também tem a capacidade de ajudar o estômago a quebrar gorduras e proteínas dos alimentos. Ela também auxilia os processos gerais de desintoxicação do corpo. É um componente essencial para a metabolização e absorção dos alimentos, e é particularmente necessária para assimilação de proteínas, vitamina B12, cálcio e ferro.

Uso recomendado da Betaína HCL

É administrado na dosagem usual de 0,5 até 2g ao dia na hora das princiais refeições para adultos.

Em crianças até 5 anos de idade, pode ser usado uma dose inicial de  100mg por kg de peso corporal diariamente.

Sulforafano: É um composto que é relatado como um inibidor extracelular e intracelular, de estirpes de bactérias resistentes aos antibióticos do Helicobacter Pylori. Este efeito foi identificado por cientistas da Universidade Johns Hopkins da Escola de Medicina, em Baltimore enquanto investigavam o sulforafano por seu efeito protetor contra o câncer.

O sulforafano é encontrado no brócolis e outros vegetais crucíferos, como Couve de Bruxelas, couve-flor, couve e repolho, os brotos de brócolis contêm qualquer 30 vezes mais a  concentração dos produtos químicos contidos nas plantas maduras.

De acôrdo com o estudo Johns Hopkins, “As duas ações  de sulforafano tanto para inibir infecções gástricas de H. Pylori bem como bloquear a formação de tumores foram constatadas e reconhecidas.

A investigação subsequente mostrou que, embora o consumo de uma dose diária de brotos (frescos) de brócolos reduzisse os níveis de Helicobacter Pylori em  mais de 40% dos pacientes, depois de parar , os sintomas regressaram aos níveis do pré-tratamento sugerindo que a atividade H. Pylori foi reduzida, mas as bactérias não foram erradicadas.

  O consumo regular de remédios contendo enxôfre, como alho, cebola, ou MSM é considerado ser útil para os sintomas de H. pylori de acordo com alguns estudos. Reportagens  semelhantes são feitas para a ingestão regular de alcaçuz, canela, maiores quantidades de vitamina C, óleo de coco e alimentos condimentados, em particular aqueles que contém pigmentos de capsaicina. Todos demonstraram inibir em alguma porcentagem a incidência de Helicobacter Pylori em vários ensaios.

Porém, novamente, nenhum destes foram realmente provados serem eficaz em 100% numa base de longo-prazo. Certamente isto deve indicar alguma deficiência digestiva (não apenas do ácido estomacal como também de enzimas digestivas que deveriam ser diagnosticadas ao quadro infeccioso de H. Pylori).

Todos os indivíduos com problemas gastrointestinais tais como Azia, enjôos, hiper-acidez devem consular um nutricionista ou médico antes de se medicarem.

Matéria Selecionada, Compilada e Traduzida por Rama Shakti

 

Fonte:

-Ayurvedic and Herbal Medicines: Digestive Diseases: Acidity, Constipation, Diarrhea, Gastritis, Piles, Ulcer, Vomiting, Worms by Dr. Narendra Jain

-New Helicobacter Pylori Protocols by Christopher L. Cleyton and Harry L. Mobley

The H Pylori Solution   by  Kerri Knox

 

1 opinião sobre “SINTOMAS H.PYLORI”

  1. mt bom……excelente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s