MORANGOS E A REGULAÇÃO DA TAXA DE AÇÚCAR

image

Morangos e saúde tem sido uma área de interesse das pesquisas desde longa data. No entanto, os cientistas descobriram recentemente uma relação fascinante entre a ingestão de morangos, o açúcar de mesa, e os níveis de açúcar no sangue. Como você pode esperar, o excesso de ingestão de açúcar de mesa (na dose de 5-6 colheres de chá) pode resultar em um indesejado aumento de açúcar no sangue. Mas você não espera que esse acúmulo de açúcar no sangue possa ser reduzido pelo consumo simultâneo de morangos, espera???!    Mas é exatamente isso o que os pesquisadores descobriram. Com o equivalente a cerca de uma xícara de morangos frescos (cerca de 150 gramas), elevações de ingestão de açúcar no sangue podem ser reduzidas. Esses pesquisadores de ciências da saúde descobriram que os polifenóis em morangos desempenham um papel importante em ajudar a regular a resposta de açúcar no sangue. Esta descoberta é uma grande notícia para pessoas saudáveis que querem manter os níveis de açúcar no sangue sob contrôle, e também para as pessoas com diabetes tipo 2 que gostam de morangos frescos e querem aproveitar-los regularmente.

Dada à sua incrível combinação de fitonutrientes-incluindo antocianinas, elagitaninos, flavonóides, terpenóides, e ácidos fenólicos, não é de se surpreender encontrar crescente interesse em suas propriedades anti-inflamatórias. Porém é ainda mais surpreendente saber que este fruto notável reduz os níveis de marcadores inflamatórios como a proteína C-reativa (PCR)  quando consumidos vários dias por semana em quantidades diárias de aproximadamente uma xícara. Pesquisas recentes têm mostrado que várias taxas de inflamação crônica do sangue, podem ser melhoradas através da ingestão regular de morangos. Curiosamente, em um estudo em larga escala, o consumo de morangos não mostrou benefícios anti-inflamatórios a não ser que eles fossem consumidos pelo menos, 3 vezes por semana. Esta pesquisa é uma das razões que recomendamos a inclusão de morangos, pelo menos 3 à 4 vezes por semana para ajudar reduzir seus níveis altos de açúcar.

OS FRUTOS MAIS SAUDÁVEIS DO MUNDO       

Entre todas as frutas perfiladas como as mais saudáveis do mundo, morangos se sobressaem como a fruta de melhor fonte de uma vitamina antioxidante fundamental, a vitamina C, baseado em vários estudos nacionais realizados em diferentes países.
Em um estudo, que pesquisou 66 diferentes frutas consumidas por adultos no Irã, morangos não só emergiram como a fruta de melhor fonte de vitamina C, mas também como uma fonte que fornece duas vezes mais Vitamina C (47 mg) comparadas à 18 mg por cada 100 gramas em média de frutas no geral. Depois das framboesas e uvas, os morangos também se encontram entre as melhores fontes de manganês no setor das frutas. Devido ao seu papel essencial como um cofator para a atividade da enzima antioxidante -superóxido dismutase (SOD), o manganês é considerado como o mineral antioxidante chave. No entanto, a “reivindicação à fama” dos morangos está em seu conteúdo de fitonutrientes.

Muitos dos fitonutrientes presentes nos morangos fazem o papel não só de anti-oxidantes, mas também de nutrientes anti-inflamatórios. O gráfico abaixo mostra vários dos mais importantes nutrientes antioxidantes e anti-inflamatórios presentes nos morangos frescos e maduros.

FITONUTRIENTES E ANTI-INFLAMATÓRIOS DOS MORANGOS

(* Indica que estes se apresentam em pequenas quantidades vestigiais)

antocianinas
cyanidinas
pelargonidinas
flavonóides
procianidinas
catequinas
galocatequinas
epicatequinas
kaempferol
quercetina
ácidos hidroxi-benzóico
ácido elágico
ácido gálico
ácido vanílico *
ácido salicílico
ácidos hidroxi-cinâmico
ácido cinâmico
cumárico
ácido cafeico
ácido ferúlico
taninos
elagitaninos
galotaninos
estilbenos
resveratrol           

Vários estudos têm demonstrado que diversos fitonutrientes do morango realmente trabalham em conjunto de forma sinérgica para proporcionar certos benefícios cardiovasculares. A diminuição da oxidação de gorduras (peroxidação lipídica) nas membranas celulares de células que revestem os vasos sanguíneos; diminuição dos níveis de gorduras, incluindo o colesterol total e o colesterol LDL em circulação; e diminuição da atividade da enzima angiotensina conversora I (EAC), uma enzima cuja hiperatividade aumenta nosso risco de pressão arterial elevada, são resultados que têm sido documentados após a ingestão diária de morangos ao longo do período de 1 à 3 meses. A quantidade de morangos na maioria dos estudos eram equivalentes à proporção de 1 à 2 xícaras de morangos por dia.

REDUÇÃO DA TAXA DE AÇÚCAR NO SANGUE

Uma das mais recentes áreas de benefício à saúde para ser documentada no domínio da investigação de morangos é no que se refere à redução da taxa de açúcar no sangue . Vários estudos recentes têm constatado que a ingestão regular de morangos está associada à diminuição do risco de diabetes tipo 2 . Em alguns destes estudos , a frequência da ingestão de morangos definitivamente parece ser de grande relevância uma vez que a ingestão de apenas uma vez por semana ou até menos não esteve associada aos benefícios de redução da taxa de açúcar. Nestes estudos os benefícios significativos não surgiram até que o consumo atingisse pelo menos entre 2 à 3 porções de morango por semana.

Os investigadores concluíram que os polifenóis em morangos desempenham um papel importante para ajudar a regular o metabolismo de açúcar no sangue.

Um tipo particular de polifenóis em morangos são os ‘elagitaninos‘ que mais especialmente lidam com essa questão do açúcar. Os Elagitaninos são polifenóis da classe dos taninos hidrolizáveis- e são conhecidos por inibir a atividade de uma enzima chamada alfa-amilase. Uma vez que esta enzima é responsável pela quebra de amidos de amilose em açúcares simples, menos açúcares simples  serão libertados para a corrente sanguínea quando a actividade desta enzima estiver reduzida.

BENEFÍCIOS ANTI-CANCERÍGENOS DOS MORANGOS   

São mais bem documentados no caso da mama, do cólo do útero, cólon intestinal e câncer de esôfago. A maioria dos estudos de inibição de tumores em animais têm-se centrado sobre o conteúdo dos fitonutrientes dos morango. Entre os fitonutrientes do morango o ácido elágico e os elagitaninos do morango também surgem como substâncias anti cancerígenas de especial interesse. Embora as propriedades anti-cancerígenas (preventivas) destes fitonutrientes tenham ainda que ser totalmente compreendidas, a sua capacidade para diminuir o risco de algumas formas de câncer podem estar relacionadas com a sua capacidade de aumentar a atividade de enzimas antioxidantes como a catalase ou superóxido dismustase bem como à sua capacidade para diminuir a actividade de enzimas pró-inflamatórias como a ciclo-oxigenase 2 (COX-2), ou a sua capacidade para diminuir a expressão da enzima induzível do óxido nítrico, a óxido nítrico sintase (ONS).
O óxido nítrico (ON*) é um radical livre, sintetizado a partir da oxidação do aminoácido L-arginina em processo catalisado pela enzima óxido nítrico sintase (ONS).  O óxido nítrico torna as células de melanoma resistentes.

Qualquer que seja este mecanismo que vem ainda sendo pesquisado pela ciência, os morangos são suscetíveis em trazer benefícios para a saúde proporcionando fatores anti-cancerígenos à sua dieta.

BENEFÍCIOS DE ANTI-ENVELHECIMENTO.

Vários estudos preliminares sobre a ingestão de morangos em animais idosos demonstraram uma melhora na função cognitiva (sob a forma de um melhor reconhecimento de objectos) após a ingestão de uma dieta com 2% das calorias fornecidas por extratos de morango. A função motora foi melhorada (sob a forma de um melhor equilíbrio e coordenação de movimentos). Alguns dos efeitos dos morangos nestes estudos de envelhecimento têm sido atribuída à capacidade surpreendente dos fitonutrientes do morango para diminuir a presença de moléculas de mensagens pró-inflamatórias como o fator nuclear Kappa-B.
Melhoria de problemas, incluindo-inflamações do intestino, colite ulcerativa e doença de Crohn, têm também sido constatadas  em estudos preliminares com animais através do extracto de morango ou ingestão diária de morango em pó. Curiosamente, apesar dos morangos conterem quantidades relativamente pequenas de ácido salicílico (um composto anti-inflamatório muito semelhante à do ácido acetilsalicílico da aspirina), alguns investigadores sugeriram que possa ser esta a substância anti-inflamatória em morangos em parte responsável pela diminuição destas inflamações. Também foram reduzidas inflamações causadas por artrite  (incluindo artrite reumatóide) e doenças relacionadas com a inflamação dos olhos (incluindo a degeneração macular).

Mesmo que a pesquisa em saúde nessas áreas ainda estejam em uma fase preliminar, a combinação única de fitonutrientes anti-inflamatórios em morangos é considerável para explicar alguns dos benefícios potenciais importantes nos meios em que foram aplicados.

Morangos manterão sua quantidade máxima de nutrientes e sua máxima qualidade de sabor quando forem consumidos frescos e não preparados em uma receita caseira.

RESÍDUOS DE PESTICIDAS

Praticamente toda a água potável municipal contém resíduos de pesticidas, e com exceção de alguns alimentos orgânicos. Mesmo que os pesticidas estejam presentes nos alimentos em quantidades vestigiais muito pequenas, o seu impacto negativo sobre a saúde já é bem conhecido. Interfere na  capacidade do fígado em processar outras substâncias quando o alimento foi exposto à pesticidas. De acôrdo com o relatório do Grupo de Trabalho Ambiental dos EUA de 2014 “, morangos cultivados convencionalmente estão entre as 12 frutas mais atingidas pelos resíduos tóxicos de pesticidas. Portanto, os indivíduos que querem evitar riscos para a saúde associados ao uso de pesticidas têm evitado o consumo de morangos, a menos que eles sejam cultivados organicamente.

“VALORES NUTRITIVOS DE ACÔRDO COM A ‘WORLD’S HEALTHIEST FOODS RATING’ – (Nomenclatura mundial de alimentos saudáveis).    

Para cada xícara de 144 gramas de morangos frescos
Calorias: 46
IG: baixo

vitamina C 84.67 mg excellent
manganês 0.56 mg excelente
fibra 2.88 g muito boa
iodo 12.96 mcg muito boa
folato 34.56 mcg muito boa
cobre 0.07 mg
potassio 220.32mg bom
biotina 1.58 mcg bom
fósforo 34.56 mg bom
magnésio 18.72 mg bom
vitamina B6 0.07 mg bom
omega-3 0.09 g   bom
Matéria selecionada, compilada e traduzida por Rama Shakti

LEIA TAMBÉM     –     Doenças Auto-Imunes relacionadas à Sindrome do Intestino Irritável

Fontes:
1) World’s Healthiest
Foods  http://www.whfoods.com/genpage.php?tname=foodspice&dbid=32
2) [PDF]Strawberry Book – Ecoculture Biosciences SL
3) https://books.google.ie/books/about Sugar_Snaps_and_Strawberries.html?id=COBPDgof7cEC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s