Enzimas Proteolíticas

As enzimas proteolíticas: Uma cura milagrosa que o monopólio médico dificilmente compartilha com você

As enzimas são mais importantes do que vitaminas e minerais para a saúde em geral. Sem enzimas, as vitaminas e minerais são inúteis. As enzimas são catalisadores dos processos metabólicos e da digestão. Um catalisador inicia um processo químico sem fazer parte do produto resultante.

Muitos leitores estão familiarizados com as enzimas digestivas que absorvem nutrientes dos alimentos quando entram no intestino delgado. As enzimas são fornecidas por alimentos crus e frescos como abacaxi, mamão e outras e também pelo pâncreas trabalhando juntas. A maioria das dietas padrão americanas, que consistem em alimentos processados sofrem com a falta de enzimas.

Podemos  comer  de  tudo  desde que  tenhamos  enzimas. Comida  cozida  ou  processada   eh  comida  morta, nao tem vida, nao tem  enzimas para auxiliar o processo digestivo. Sem  elas o organismo fica disposto  a todo e qualquer tipo  de inflamação  por causa do ‘ lixo’ que se acumulou  na corrente  sanguinea afetando orgaos e causando  fadiga. As enzimas não deixam os detritos passarem, por isso são muito importantes ao metalismo.

À medida que o organismo envelhece diminui-se a quantidade de enzimas.

Assim, o pâncreas terá que trabalhar mais produzindo as enzimas necessárias para a digestão normal. Comer mais vegetais e frutas crus, bem como ingerir mais sucos naturais permitem que as enzimas ativas ajudem no processo de digestão e assimilação de nutrientes. Naturalmente, as enzimas digestivas também estão disponíveis como suplementos.enzima 4

 

Mas há uma função além de digestão para as enzimas que é praticamente desconhecida no Continente Americano, Austrália e Reino Unido. Elas também podem ser utilizadas para diversos fins terapêuticos que vão desde o tratamento de lesões físicas à luta contra o câncer e tratamento de doenças crônicas.

As enzimas proteolíticas ou proteases

As enzimas proteolíticas ou protease podem ser utilizadas, em parte, para digerir proteínas completas provenientes de animais. No entanto, fora das refeições, elas podem ser administradas para uma multiplicidade de processos de cicatrização, por vezes, auxiliando em um conjunto de outras terapias. Quando não for utilizado para a digestão no intestino delgado, essas enzimas permanecerão livres para vaguear através da corrente sanguínea buscando quebrar as proteínas duras, cálculos duros, superfícies de fibrina, tecidos cicatriciais, granulomas, e revestimentos resistentes até mesmo das células cancerosas.

Na Europa e no Japão, enzimas proteolíticas ou protease são utilizadas para acelerar a cicatrização de lesões corporais ou cirurgicas. Eles já vêm fazendo isso há anos, incorporando terapias de enzimas com a medicina convencional.

Mas nos EUA, Reino Unido e outros países, a maioria dos médicos são ignorantes em relação à esta abordagem, ou relutantes em usar qualquer coisa que não for aprovada pela FDA. Naturalmente, as enzimas não são patenteáveis. Felizmente, enzimas, tanto para a digestão e curas (quando ingerida fora das refeições) estão prontamente disponíveis em diversas lojas online.

Alguns naturopatas estão bem informados, e há uma infinidade de informações disponíveis para se auto educar. As fontes neste artigo irão ajudá-lo a aprender mais.

As enzimas proteolíticas têm muitas funções

As enzimas proteolíticas possuem muitas finalidades – demasiadas para listar aqui mas vamos mostrar algumas. Qualquer problema inflamatório causando dor, o tecido cicatricial (fibrose), ou granuloma podem ser bem tratados com uma ou mais destas enzimas : Lumbrokinase, Serrapeptase, Nattokinase, Wobenzyme, bromelina ou Vitazym +.
Porque as enzimas são seguras?
Porque incentivar a alta dosagem para começar? É mais fácil reduzir a dosagem depois que as condições melhorarem ao invés de tentar encontrar a dosagem terapêutica ao longo do caminho.
A fim de compreender as enzimas proteolíticas, é importante ter uma compreensão básica de tais enzimas no organismo. Enzimas são proteínas que facilitam as reações químicas em organismos vivos. Na verdade, elas são necessárias para cada ação química única que ocorrer em seu corpo. Todos os seus tecidos, músculos, ossos, órgãos e células são administrados por enzimas.
Seu sistema digestivo, sistema imunológico, sangue, fígado, rins, baço e pâncreas, bem como sua capacidade de ver, pensar, sentir e respirar, todos dependem de enzimas. Todos os minerais e vitaminas que você come, e todos os hormônios que seu corpo produz precisam de enzimas para funcionar corretamente. Na verdade, as enzimas governam cada função metabólica única em seu corpo: sua resistência, nível de energia, capacidade de utilizar vitaminas e minerais, sistema imunológico e muito mais. A grande maioria das enzimas metabólicas no organismo – as enzimas que regulam desde a função hepática até o sistema imunológico – são as proteases ou enzimas proteolíticas, as quais regulam a função proteica do corpo. Quando comemos alimentos contendo enzimas mortas (cozidos ou processados), isto força o corpo a desviar a sua produção de enzimas proteolíticas, que regem nas funções metabólicas, produzindo menos enzimas digestivos destinadas a quebrar as proteínas mortas em nossas dietas. As consequências deste desvio são enormes. Por outro lado, os benefícios da suplementação com enzimas proteolíticas são profundas.
Complementando com enzimas proteolíticas nas refeições aliviará a carga sobre o corpo, para que ele não precise desviar seus recursos.
A suplementação com enzimas proteolíticas “especiais” entre as refeições, de modo que as enzimas possam entrar na corrente sanguínea e aumentar as funções proteolíticas de nossas enzimas metabólicas.
É possível a utilização de enzimas digestivas e de boa qualidade para ambas as funções e receber uma quantidade significativa de benefício. Com isso em mente, vamos agora olhar para alguns dos benefícios da suplementação com fórmulas proteolítica específicas. E elas incluem:
• Redução de inflamação: A inflamação é uma resposta natural do organismo à algum tipo de lesão. No entanto, a inflamação excessiva retarda o processo de cura. As enzimas proteolíticas reduzem a inflamação, neutralizando os bioquímicos de inflamação (ou seja, bradicininas e eicosanóides pró-inflamatórios) para níveis em que a síntese, reparação e regeneração de tecidos lesados possa ocorrer. Reduzir a inflamação pode ter impacto imediato sobre a melhoria da saúde do coração, prevenção do cancêr e recuperação e prevenção de Alzheimer. Também ajuda a acelerar a recuperação de torções, distensões, fraturas, hematomas, contusões, cirurgias e artrite. Em um estudo, os jogadores de futebol que sofriam de lesões no tornozelo descobriram que suplementos de enzimas proteolíticas acelerava a recuperação trazendo os jogadores de volta ao campo 50 por cento mais rápido do que os atletas que recebiam cápsulas de placebo. Outros estudos têm mostrado que enzimas proteolíticas suplementares podem ajudar a reduzir a inflamação, acelerar a cicatrização de feridas e outras lesões de tecidos (incluindo fraturas). E mesmo em pacientes em recuperação de cirurgias reconstrutivas faciais, o tratamento com enzimas proteolíticas reduziu significativamente o inchaço, equimose e rigidez em comparação com o grupo placebo.
• A limpeza do sangue de detritos: As enzimas proteolíticas são as principais ferramentas que o corpo utiliza para “digerir” restos orgânicos nos sistemas circulatório e linfático favorecendo ainda mais a melhora e a estabilidade do processo.
• A dissolução de fibrina no sangue reduz o risco de formação de coágulos: Certas proteases especializadas, tais como Nattokinasa são extremamente eficazes na melhoria da “qualidade” das células do sangue, elas optimizam a capacidade de fluxo de sangue através do sistema circulatório, e reduzem o risco de coágulos. Isto é extremamente importante na redução do risco de acidente vascular cerebral. Enzimas proteolíticas podem ser também usadas durante longos vôos de avião pois elas minimizam o potencial de formação de coágulos sanguíneos nas pernas.
• sistema imunológico maximizado: O principal veículo que o sistema imunológico utiliza para destruir invasores são as enzimas. Os macrófagos, por exemplo, literalmente digerem invasores em parceria com as enzimas proteolíticas. A suplementação melhora significativamente a capacidade do seu sistema imunológico para fazer este trabalho.
• morte de bactérias, virus, bolores e fungos: bactérias, vírus, fungos e bolores são à basicamente proteínas e amino-ácidos. As enzimas proteolíticas tomadas entre as refeições, literalmente irão para a corrente sanguínea e consumirão esses invasores.
• Eliminação de doenças auto-imunes: As grandes proteínas não digeridas (ex: Glúten) caminham para a corrente sanguínea e formam complexos imunes circulantes (CICs), que provocam alergias e doenças auto-imunes. Enzimas proteolíticas suplementares as levam para fora do corpo, reduzindo assim alergias e doenças auto-imunes. Além disso elas ajudam em sinusites e asma.
• Dissolução do tecido da cicatriz: O tecido da cicatriz é feito de proteína. As enzimas proteolíticas podem efetivamente “digerir” tecido cicatricial – particularmente no sistema circulatório.
• E, finalmente, uma fórmula enzimática proteolítica devidamente suplementada pode ajudar a reduzir os sintomas de Esclerose Múltipla, limpar os pulmões e também ajudam na desintoxicação.
• Claramente, a pesquisa mostra que as enzimas proteolíticas têm benefícios íncríveis para a saúde, o que também explica seu aparente crescimento nas prateleiras das lojas de alimentos para a saúde. Isso nos leva à pergunta final: O que constitui uma correta fórmula enzimática proteolítica suplementar?
• Em primeiro lugar, a fórmula deve ter grandes quantidades de protease: pelo menos 200.000 UTH (unidades de tirosina em base de hemoglobina) . Isto é muito mais do que você encontra em uma fórmula digestiva e ainda 300.000 UTH é ainda melhor. Também é importante notar que a protease fúngica (de base vegetariana) é meramente intingível pelo ácido do estômago, o qual não a destrói. Assim à medida que passa para o ambiente alcalino do tracto intestinal, ela se reativará, e, se não for necessária na digestão do alimento, fará seu caminho para a corrente sanguínea. Em outras palavras, para utilizá-las em uma fórmula de enzima proteolítica, ele não precisa de ser protegida do ácido do estômago.
• Em segundo lugar, embora a protease fúngica, de facto, reativa-se no trato intestinal, a fórmula será muito mais eficaz se incluir uma variedade de proteases que trabalhem de forma ótima a uma variedade de gamas de pH. Algumas dessas proteases irião incluir quantidades adequadas de papaína, bromelina e pancreatina fúngica.
• Em terceiro lugar, encontrar uma fórmula que utilize enzimas proteolíticas especiais chamadas Nattokinasa, que foram descobertas para equilibrar de forma ótima a capacidade de coagulação do sangue. Tais enzimas são muito valiosas não apenas para o sistema circulatório mas também para os doentes portadores de doenças cardíacas. Obviamente, se você já estiver utilizando diluentes de sangue, você terá que trabalhar com o seu médico caso decidir incorporar enzimas proteolíticas em seu programa de saúde.
• O uso regular de tal fórmula pode ser uma adição valiosa para qualquer um dos programas diários de saúde do seu paciente. Ao ajudar a reduzir os níveis de dor e inflamação, as enzimas proteolíticas não só irão tornar os ajustes metabólicos mais fáceis de executar, mas também vão aumentar os níveis gerais de satisfação do paciente, melhorando assim a retenção nutritiva celular. Em adição ao uso regular, no entanto, existe a possibilidade de utilizar enzimas proteolítica em níveis terapêuticos por no mínimo 14 à 30 dias podendo se prolongar mais dependendo do caso, como por exemplo, para a desintoxicação periódica e reconstrução do programa do metabolismo. Tais programas podem percorrer um longo caminho para melhorar a circulação, remover tecido cicatricial, limpar os pulmões, dissolver cálculos e corrigir problemas auto-imunes. Esses tipos de resultados, literalmente, podem ser fundamentais na mudança de vida e possivelmente até mesmo salvar vidas.
Reações oxidativas ocorrem de uma forma cascata. Portanto, a oxidação de uma proteína pode levar à novas reações de oxidação dentro da mesma molécula e / ou outras moléculas amplificando o efeito prejudicial. A oxidação de uma proteína, se não for corrigida, pode resultar em enfraquecimento das funções bioquímicas de importância vital para a viabilidade celular. A fim de evitar o efeito cascata, proteínas oxidadas podem ser bastante reduzida por uma enzima antioxidante ou vitamina que pode devolver sua forma normal (nativa), ou removê-la por proteólise.

por Rama Shakti

COMO FUNCIONAM AS  ENZIMAS (assista)

 

Você atualmente pode comprá-las pela internet (são importadas). Os laboratórios são fidedignos, porém no Brasil não há revenda por enquanto.

Chega entre 15 à 20 dias pelo correio. Esta marca em minha opinião é mais completa e todos servem para animais se quiser tratá-los com enzimas (as rações estão adulteradas pelos transgênicos cusando aos animais diversas reações alérgicas).

http://www.iherb.com/Doctor-s-Best-Best-Proteolytic-Enzymes-90-Enteric-Coated-Veggie-Caps/9941?gclid=Cj0KEQjwrJ2tBRD13N7T5u7k9I8BEiQA5APAAE7BdHIVzb_CZILwtVJSnft7RIm-qUPTY-bt1iYjGv0aAnVt8P8HAQ
ou
http://www.wonderlabs.com/itemleft.php?itemnum=2970&ad=CTO2970
ou
http://www.allstarhealth.com/f/natural_factors-zymactive_proteolytic_enzymes.htm
ou
http://www.wonderlabs.com/itemleft.php?itemnum=2973
ou
http://www.amazonnutrition.com/proteolytic-enzymes-systemic-enzymes/

Matéria selecionada, compilada e traduzida por Rama Shakti

Fonte: http://www.thefreedictionary.com/proteolytic+enzyme
http://www.enzymeessentials.com/HTML/proteases.html
http://www.livestrong.com/article/447408-how-to-buy-proteolytic-enzymes/
http://www.naturalnews.com/034899_proteolytic_enzymes_metabolism_digestion.html

1 opinião sobre “Enzimas Proteolíticas”

  1. Adorei eu já tomo enzima alguns anos , feito em farmácia de manipulação e prescrito pela minha médica homeopata.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s