ECZEMA INFANTIL E A FALTA DE AMINOÁCIDO

Aminoácido Histidina e o eczema infantil

Este aminoácido é utilizado no tratamento de artrite reumatóide, alergias, úlceras e anemia. É essencial para o crescimento e reparação de tecidos. Este aminoácido é encontrado em abundância na hemoglobina e Histidina também é importante para a manutenção das bainhas de mielina, que protegem as células nervosas. É necessário para a produção de ambas as células vermelhas e brancas do sangue, protege o corpo contra os danos de radiação, reduz a pressão arterial, ajuda na remoção de metais pesados a partir do corpo. Aminoácido essencial, glicogênico. A síntese da Histidina no organismo humano é relativamente lenta. Ela tem sido classificada como um aminoácido não essencial, mas recentemente, muitos cientistas a têm considerado como um aminoácido essencial. Particularmente em crianças, é um aminoácido essencial e sua deficiência desacelera o crescimento e causa eczema cutâneo.

O médico alemão Albrecht Kossel conseguiu isolar pela primeira vez a histidina em 1896. Acreditava-se primeiro que se tratava de um aminoácido essencial apenas em crianças, embora a pesquisa subsequente estabelece agora histidina como um aminoácido essencial para todos os seres humanos.

Os aminoácidos são considerados os blocos de construção das proteínas. São obtidos quando a proteína se decompõe em aminoácidos individuais ao ser digerida. Existem 20 aminoácidos, os quais são conhecidos como essenciais ou não essenciais. Os aminoácidos essenciais devem ser obtidos através de dieta para satisfazer as necessidades nutricionais diárias. Aminoácidos não essenciais são produzidos pelo corpo. Todos os aminoácidos para a síntese de proteínas e de reparação e manutenção de tecidos são necessários. Histidina, um componente de proteína de aminoácido básico, é um aminoácido único porque é ao mesmo tempo essencial e não essencial.

Função da Histidina

A histidina é usada pelo corpo para desenvolver e manter os tecidos saudáveis. É especialmente importante na bainha de mielina da camada de células nervosas para assegurar a transmissão de mensagens a partir do cérebro para os órgãos de todo o corpo. Níveis adequados de histidina são essenciais para uma boa saúde física e mental. Elevados níveis de histidina têm sido associados com distúrbios fisiológicos, tais como ansiedade e esquizofrenia. Além disso, acredita-se que os baixos níveis de histidina podem levar à artrite reumatóide e à surdez por dano no nervo. Histidina pode estar envolvida no tratamento de transtornos mentais e disfunção sexual. Existe também evidências de que a histidina pode desempenhar um papel na protecção do organismo contra danos por radiação e prevenir o aparecimento da SIDA ( síndrome de imunodeficiencia adquirida). Isto é devido à sua capacidade de desintoxicar o corpo naturalmente e produzir ambas as células vermelhas e brancas do sangue.

Dietas

Adultos normalmente podem produzir histidina suficiente à partir de outros aminoácidos no fígado para suportar as necessidades diárias do corpo. No entanto, as crianças devem obter histidina através da comida. É preciso histidina, especialmente durante a infância, para o crescimento e desenvolvimento adequados. Quando a histidina é metabolizada pelo corpo humano, a HISTAMINA é produzida. A histamina é uma substância envolvida na resposta inflamatória e na produção de ácido clorídrico no estômago.

Se as crianças, especialmente bebês, não comerem alimentos suficientes contendo histidina, eles podem desenvolver eczemas (uma forma de dermatite). Esta condição é tratada imediatamente quando a histidina é suplementada na dieta.

Além disso, algumas pessoas sofrem de uma desordem genética que impede o metabolismo adequado de histidina, resultando numa acumulação de histidina no sangue.

eczema
Aminoácidos em Alimentação

A maioria dos alimentos contêm, pelo menos, alguns dos aminoácidos necessários. Alimentos de origem animal ricos em proteínas como ovos e peixes possuem uma grande quantidade de todos os aminoácidos essenciais. alimentos de origem vegetal, por outro lado, estão incompletos e contém apenas alguns dos aminoácidos essenciais. Histidina é normalmente encontrado também nos produtos lácteos.

Outras fontes

Histidina, semelhante a outros aminoácidos, pode ser encontrado nos grãos, como arroz, trigo, centeio . Mais fontes de alimentos bons incluem frutos do mar, feijão, quinoa, ovos, trigo sarraceno, milho, couve-flor, cogumelos, batatas, broto de bambu, banana, melão e frutas cítricas. Embora seja fácil suas reservas de histidina diminuirem pois trata-se de um aminoácido, o consumo de alimentos de cada grupo de alimentos pode garantir sempre a quantidade suficiente para satisfazer as suas necessidades diárias.

Suplementação indicada para:

• Artrite reumatóide, por exemplo na inflamação e falta de mobilidade.
• Desintoxicação de metais pesados – • Importante no tratamento de alterações da próstata.
•Impotência e falta de libido.
•Ajuda a melhorar a resposta imunitária.
•Ajuda a evitar os vómitos durante a gravidez.
•Reparação e manutenção das bainhas mielínicas das células nervosas.
•Aminoácido necessário para a produção de glóbulos brancos e vermelhos.
•Reduz a pressão arterial.

A histidina é a encarregada, no nosso corpo de reparar e regenerar qualquer tipo de tecido. É absolutamente essencial no fabrico e manutenção das células nervosas conhecidas como oligodendrocitos, que formam a mielina, uma capa de protecção e deslize ao redor do nervo.

A Hisdinina é importante no fabrico de glóbulos vermelhos e brancos.

Este aminoácido é fundamental para eliminar o excesso de metais pesados, que assimilamos, e são muito prejudiciais a nossa saúde. Segundo uma cientista, a Drª Hulda Clark, uma das causas dos problemas de próstata devem-se ao excesso de níquel que se acumula na próstata e provoca a sua inflamação. Para a sua limpeza recomenda-se tomar 500mg por día durante 3 semanas.

Doses terapêuticas de histidina podem variar de 0,5 a 20 gramas por dia. O suplemento de até 30 gramas por dia de histidina não mostrou efeitos colaterais adversos em adultos por curto período de tempo. Se você é cronicamente doente ou sofrer de artrite, você pode beneficiar-se de suplementos de histidina moderada, que está disponível tanto nas formas de pó e em cápsulas. No entanto, se você sofre de depressão bipolar, alergias ou problemas inflamatórios deve evitar a suplementação de histidina. Consulte o seu médico antes de tomar um suplemento de histidina. Histidina é fabricada geralmente por fermentação a partir de fontes de carboidrato e também por extração a partir de hidrolisados de proteína animal.

Matéria Selecionada, Compilada e Traduzida por Rama Shakti

LEIA SOBRE    –     Doenças Auto-Imunes relacionadas à Sindrome do Intestino Irritável

 

Fonte: Dos livros

1)Mammalian Amino Acid Transport
Mechanism and Control Editors: Häussinger, D., Kilberg,
2)The DIET CURE
Autora JULIA ROSS of the The Nutritional Therapy Institute Clinic                                               3) https://books.google.com.br/books?id=64x-gRS5520C&pg=PA337&lpg=PA337&dq=la+formacion+de+histidina+por+el+h%C3%ADgado&source=bl&ots=9fz0mwW8fh&sig=uqdCRP2OHwpTHhJYifBHuTnfKQA&hl=en&sa=X&ved=0ahUKEwj68Z34pb7LAhVGUJAKHbJaD2UQ6AEIIDAA#v=onepage&q=la%20formacion%20de%20histidina%20por%20el%20h%C3%ADgado&f=false

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s